Bose SoundLink Air

A Bose SoundLink Air é um sistema de colunas integradas que funciona com o protocolo sem fios AirPlay, incluido nos dispositivos da Apple. Assim, é possível ouvir música através de um dispositivo com iOS, ou de um computador com iTunes, sem a necessidade de ligar qualquer cabo – para além do adaptador de corrente do sistema. Também tem integrada uma entrada de áudio auxiliar, em mini-jack (como a ficha dos auscultadores), e inclui na caixa um pequeno controlo remoto de seis botões, o qual é a única maneira de desligar o sistema sem ser pela corrente.

A coluna tem apenas dois botões integrados, aumentar e diminuir volume, e um indicador de ligação à rede sem fios, que também indica a ligação de um dispositvo. A configuração do sistema é feita por USB, mas esta ligação só serve para este efeito. Basta descarregar a aplicação de instalação através da página da marca (em bose.com/wifisetup) e o processo é muito simples. Também é possível configurar o sistema com um modo alternativo, que faz uso de um emissor Wifi integrado na SoundLink Air, ao pressionar o oculto botão de Reset, no fundo do sistema, e ligar um dispositivo directamente via navegador (browser). No entanto, o objectivo é sempre ligar o sistema a uma rede sem fios onde se encontram os restantes dispositivos.

A potência instalada da SoundLink Air é capaz de preencher uma sala sem grande esforço. Aliás, nos testes efectuados bastou ter o volume a meio para ter a sensação de que os vizinhos já estariam muito incomodados. Detalhe, brilho, definição, são características que a marca não deixou de fora, o que não surpreende num produto como este, pois a qualidade da Bose é reconhecida. No nosso caso, talvez pela arquitectura da sala, o som pareceu um pouco lamacento, ou seja, com graves a mais. Mas bastou um pequeno ajuste na equalização do iTunes para melhorar a experiência. Aliás, e eis uma revelação da sua qualidade, qualquer mínimo ajuste no equalizador era imediatamente perceptível na escuta.

A SoundLink Air revelou-nos ainda dois aspectos negativos, ambos relacionados com a alimentação energética. A bateria, que oferece total portabilidade ao sistema, deve ser adquirida à parte e o adaptador de corrente incluido é muito grande. No entanto, como o sistema foi utilizado apenas com o propósito de servir em interior, nenhum destes aspectos transtornou o seu excelente desempenho.

A portabilidade não é favorável a este dispositivo, mas sem dúvida que funcionamento sem fios permite uma grande mobilidade com os dispositivos dentro da divisão, ou apartamento, onde estiver instalado. Apenas disponível em preto, tem uma estética muito agradável e consegue potenciar em larga escala um espaço de lazer, entretenimento ou até de trabalho, devido ao preenchimento conseguido mesmo num volume mais baixo.

Quanto ao preço, não é das soluções mais baratas (ronda os 350€), mas a qualidade justifica a aquisição e, no geral, consegue sobrepor-se a equipamentos mais caros.

Sobre Daniel Marinho
Daniel Marinho
Fundador da "Multimédia com Todos"; formado em comunicação social e multimédia; fanático da interactividade digital, dos videojogos e da fotografia.
Artigos de Daniel Marinho
Nenhum comentário

Deixar uma resposta