Pokémon X e Y

Pokémon está volta e pronto para tomar de assalto a Nintendo 3DS. Lançado nas versões X e Y, o novo título da Game Freak é o coroar de uma série com mais de 15 anos de existência e que faz das suas opções online e de uma assinalável revolução gráfica, os seus principais trunfos para triunfar na portátil da Nintendo.

Tal como nos seus antecessores, Pokémon X e Y permite que o jogador parta em busca da conquista de vários crachás orgulhosamente detidos pelos líderes dos ginásio espalhados, neste caso, pela vasta região de Kalos, enquanto somos confrontados com centenas de Pokémons no seu estado selvagem (de todos os títulos Pokémon), que vamos poder coleccionar e evoluir ao longo do tempo.

Se por um lado, Pokémon X e Y mantém a estrutura clássica que tantas alegrias deu aos fãs da série, por outro, introduz inovações bem-vindas e que marcam definitivamente a passagem para o tão aguardado universo 3D. A primeira diz respeito à revolução gráfica operada pela Game Freak e que nos coloca num mundo repleto de cor, visualmente deslumbrante e variado, onde a modelação 3D se faz sentir de forma bastante agradável e as animações dos nossos Pokémons ganham vida de uma forma inédita.

Se a evolução gráfica é notória enquanto percorremos os cenários de Pokémon X e Y, ela é gritante quando entramos em combate. Agora, pela primeira vez na história da série, ao invés de animações em 2D, é possível desfrutar de um visual totalmente em 3D ao estilo de Pokémon Stadium, onde podemos ver todas as criaturas efectuar os seus ataques de forma pormenorizada e em todo o seu esplendor. Em termos de jogabilidade, o sistema de combate continua igual, com os Pokémons a poderem optar por um de quatro golpes disponíveis no seu turno.

sOutra das novidades incluídas é a introdução das Mega Evoluções que conseguem trazer uma nova dinâmica aos combates e uma nova vida aos Pokémons mais antigos. As Mega Evoluções só podem ser activadas em determinados Pokémon e o seu efeito só dura durante o combate.

A personalização é outro dos enfoques deste Pokémon X e Y. Quando começamos a jogar é possível escolher o género e a aparência física da nossa personagem que ao longo de toda a aventura irá ser “tentado” com diversas lojas de roupa e acessórios que permitem criar uma aparência única e capaz de se destacar no modo online.

Bem-vinda foi também a introdução dos novos modos Super Training, Pokémon Amie e PSS. Acessíveis a partir do ecrã inferior da 3DS, estas ferramentas permitem, respectivamente, aumentar a interacção com os nossos Pokémons (através de mini-jogos que melhoram os seus atributos) alimentar e mimar as nossas criaturas para aumentar os seus níveis de felicidade e, por último, comunicar com outros jogadores.

Mas talvez a maior de todas a novidades seja a introdução do modo online que abre portas a todo um novo mundo de interacções e faz com que estejamos sempre acompanhados ao longo da nossa aventura quer seja para combater contra outros jogadores nas horas vagas, quer para trocar Pokémons. Para além disso, encontrar adversários é fácil e permite que continuemos a jogar a história principal enquanto estabelecemos ligação com eles no ecrã inferior da 3DS.

Apesar de oferecer a mecânica de sempre, Pokémon X e Y é a revolução pela qual todos esperavam tanto a nível gráfico, como ao nível de novas funcionalidades disponíveis, conseguindo cruzar com mestria o estilo do passado com os conceitos actuais muito graças às inclusão de funcionalidades online e aos deslumbrantes momentos de combate que é capaz de oferecer. Contudo, mesmo sendo uma opção perfeitamente válida, há a apontar o facto da opção 3D da Nintendo 3DS estar somente disponível nos momentos de combate.

Em suma, Pokémon X e Y é um título obrigatório para todos os detentores da consola portátil da Nintendo, mesmo para aqueles que, há partida, não tenham nenhuma afinidade com o universo Pokémon.

Sobre Pedro Arede
Pedro Arede
É um entusiasta das novas tendências da tecnologia multimédia, com destaque para o mundo dos gadgets e videojogos. Licenciado em Jornalismo, partilha esta paixão com a do desporto, como atleta de alta competição na modalidade de esgrima.
Artigos de Pedro Arede
Nenhum comentário

Deixar uma resposta