Sony Vaio Duo 13

Com a proliferação de novos dispositivos híbridos, que pretendem atender às necessidades de utilizadores ávidos por acumular, num único dispositivo, a portabilidade e versatilidade de um tablet com a produtividade de um computador, a Sony conjugou o aparecimento da quarta geração de processadores da Intel com o lançamento do sucessor do Sony Vaio Duo 11.

O seu nome é Sony Vaio Duo 13 e, tal como o seu nome indica, para além de possuir um ecrã maior e de fazer o papel de dois dispositivos distintos, este equipamento vem equipado com argumentos de peso e muitos melhoramentos relativamente ao passado com o objectivo de fazer face à concorrência composta por outros ultrabooks convertíveis como o Dell XPS 12 e o Acer Aspire R7.

Equipado com um ecrã táctil Full HD Triluminos (1920 x 1080), um processador Intel Core i5 (ou i7)-4500U de nova geração, 3G, LTE, câmara de 8 MP e o denominado design “Surf Slider”, o Vaio Duo 13 oferece uma utilização versátil e sem abrandamentos, permitindo tomar notas e esboçar ideias com a sua stylus digital, quando em modo tablet e, imediatamente a seguir, descobrir um teclado completo quando deslizamos o ecrã a partir da parte superior da sua estrutura.

Dando ouvidos às principais críticas apontadas ao Vaio Duo 11, a Sony dotou o seu sucessor com um ecrã maior (13,3 polegadas) que oferece uma óptima experiência de utilização tanto no modo tablet como no modo laptop, uma autonomia assinalável da sua bateria que é agora capaz de oferecer bastantes horas de autonomia (entre as 10 e as 15 horas dependendo da utilização) e ainda um novo e bem conseguido teclado físico que cumpre o seu propósito sem deslumbrar.

Ao pegarmos no Sony Vaio Duo 13 podemos comprovar a sua leveza, o seu design de excelência e uma assinalável qualidade de construcção, comprovadas pela sua base de carbono ou pela zona de descanso para as mãos, em alumínio, onde podemos encontrar o teclado retro-iluminado e um pequeníssimo touchpad com funcionalidades multi-touch.

O mecanismo “Surf Slider” do Sony Vaio Duo 13, que nos permite alternar entre os modos tablet e ultrabook, foi melhorado relativamente ao seu antecessor, sendo agora bem mais fácil de utilizar. Contudo, para um dispositivo desta natureza, oferece-nos uma sensação demasiado delicada quando activado, sobretudo ao nível das dobradiças responsáveis por erguer o seu ecrã.

Quando utilizado como ultrabook, o Duo 13 oferece uma excelente experiência de utilização que peca somente pelo facto de o seu ecrã não ser ajustável, dado que, em determinadas situações, pode ficar um pouco longe de mais para uma utilização confortável.

Porém, o seu ecrã Triluminos (a mesma tecnologia que podemos encontrar nos televisores Sony Bravia) tem argumentos de sobra para rapidamente nos fazer esquecer esta pequena desvantagem, oferecendo cores brilhantes, uma experiência táctil responsiva e imagens incrivelmente nítidas que fazem toda a diferença quando é chegada a hora de tirarmos partido das funcionalidades multimédia do Duo 13, quer seja para ver um filme, jogar um videojogo ou tirar notas e editar imagens através da utilização da sua stylus digital e do software Note Anytime, incluído no dispositivo.

Quanto à performance do Sony Vaio Duo 13 não há nada a apontar. Graças ao seu processador de última geração da Intel e considerável quantidade de memória RAM (4 GB), o Windows 8 e as várias aplicações que podemos instalar no sistema operativo correm de forma suave e sem solavancos, respondendo de forma rápida aos pedidos do utilizador. Para além do mais, quer utilizemos o Duo 13 para entretenimento, funcionalidades multimédia ou para trabalhar, este revelou ser um sólido, rápido e fiável parceiro para qualquer momento.

O Sony Vaio Duo 13 é um dispositivo de topo que oferece uma excelente experiência de utilização do Windows 8, assumindo-se, sem sombra de dúvida, como um dos melhores ultrabooks convertíveis criados até à data.

A incrível autonomia da sua bateria, qualidade de construcção, mecanismo “Surf Slider” melhorado, a integração dos novos processadores da Intel, a inclusão da stylus e o seu fantástico ecrã de 13,3 polegadas são argumentos de sobra para convencer os utilizadores e mostram que a Sony palmilhou o caminho certo para continuar o legado da sua gama de dispositivos híbridos iniciada com o Duo 11.

Contudo, não há como fugir ao facto de o Sony Vaio Duo 13 ser um dispositivo bastante caro. Apesar de oferecer funcionalidades de topo e uma excelente experiência de utilização tanto como tablet, tanto como ultrabook, os 1700 euros pedidos pela aquisição deste dispositivo podem ser um factor determinante para afastar potenciais interessados. Vendo bem, com o mesmo montante é possível adquirir um computador portátil bastante bem apetrechado (como um MacBook Pro ou um Toshiba Satellite P50-A-125) e ainda um tablet como o iPad mini, Nexus 7 ou Samsung Tab 3.

Mesmo tendo em conta este factor, o Sony Vaio Duo 13 é uma compra segura e um dispositivo obrigatório para todos aqueles que pretendam adquirir um equipamento capaz de oferecer uma experiência de excelência tanto como tablet, tanto como ultrabook e estejam dispostos a despender uma avultada quantia.

Sobre Pedro Arede
Pedro Arede
É um entusiasta das novas tendências da tecnologia multimédia, com destaque para o mundo dos gadgets e videojogos. Licenciado em Jornalismo, partilha esta paixão com a do desporto, como atleta de alta competição na modalidade de esgrima.
Artigos de Pedro Arede
Nenhum comentário

Deixar uma resposta